SINDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL SII: o que é, exames, sintomas, tratamento e cura !

Olá queridos ,

Um dos meus primeiros posts aqui no blog e videos no canal foi sobre Sindrome do Intestino Irritavel . E muita gente continua me perguntando a respeito. Então a pedidos vamos nos aprofundar no assunto…

A síndrome do intestino irritável é um problema de motilidade e sensibilidade exagerada no intestino, provocando sintomas como dor, inchaço abdominal, excesso de gases e períodos de prisão de ventre ou diarreia. Estes sintomas geralmente pioram devido a várias causas, que vão desde situações de estresse até à ingestão de alguns alimentos.

Embora muitos medicos digam que nao tenha cura , eu crei que ha sim , pois pode ser controlada com alterações na alimentação e diminuição dos níveis de estresse, por exemplo. Só nos casos em que os sintomas não melhoram com algumas alterações no dia-a-dia, de alimentação, rotinas  é que se deve utilizar medicamentos ( so em ultimo caso )

A presença frequente dos sintomas pode preocupar a pessoa com o intestino irritado, no entanto, a síndrome não provoca qualquer tipo de alteração nos intestinos e, por isso, além do desconforto, este problema não é perigoso para a saúde, nem aumenta o risco de ter câncer. Ufaaaaaaaa ! Né? Então fique tranquilo !

probioticos-melhores-prebioticos -sii-disbioseQuais os principais sintomas da Sindrome do Intestino Irritável?

Pode-se desconfiar deste problema sempre que surgem alterações constantes no funcionamento do intestino, sem causa aparente. Por isso, se acha que pode ter este problema, selecione os seus sintomas:

  • Dor abdominal ou cólicas frequentes
  • Períodos de diarreia, intercalados com prisão de ventre
  • Aumento do número de evacuações por dia
  • Fezes com secreção gelatinosa
  • Sensação de barriga inchada
  • Produção exagerada de gases intestinais

É possível que nem todos os sintomas estejam presentes ao mesmo tempo, sendo recomendado avaliar os sintomas ao longo de 3 meses, por exemplo. Além disso, podem haver dias em que os sintomas piorem e outros em que melhorem ou até desapareçam completamente.

Como é feito o diagnóstico da Sindrome do Intestino Irritável?

Como esta síndrome não provoca alterações no revestimento do intestino, o diagnóstico geralmente, é feito através da observação dos sintomas e da exclusão de outras doenças gastrointestinais, como colite ou doença de Crohn, por exemplo. Para isso, o médico poderá indicar a realização de exames, como estudo das fezes, colonoscopia, tomografia computadorizada ou exame de sangue, assim serão descartados outros problemas mais serios que podem ter sintomas parecidos.O que pode piorar os sintomas

Os sintomas da síndrome do intestino irritável podem aparecer sem nenhuma causa específica, porém, na maioria dos casos eles pioram devido a fatores como:

  • Fazer uma dieta rica em proteínas ou em fibras;
  • Comer muita comida ou com muitos alimentos gordurosos;
  • Períodos de grande estresse e ansiedade;
  • Ingestão de pão, café, chocolate, álcool, refrigerantes, comida processada ou leite e derivados;

O que fazer se tem Sindrome do Intestino Irritável ?

O mais importante quando se descobre a síndrome do intestino irritável consiste em tentar identificar o que piora ou provoca o surgimento dos sintomas, para que se possam fazer alterações no dia-a-dia e evitar essas situações.

Espero que tenha gostado , assista o video que vai te ajudar!

beijo no coração1

SAIBA TUDO SOBRE DISBIOSE

ASSISTA MINHA ÚLTIMA LIVE, FALO SOBRE CAUSAS, SINTOMAS, TRATAMENTO DA DISBIOSE INTESTINAL E A IMPORTÂNCIA DOS PROBIÓTICOS NA CURA.

Por favor, informe o seu e-mail para poder assistir a gravação live sobre disbiose, muito obrigada! Bjs, Carina Palatnik

Carina Palatnik

Fascinada pela área de saúde desde a infância, com vocação para medicina, levada pela vida para a carreira de modelo e atriz ...

Comments

  1. Adriano Belico 14 de fevereiro de 2019 at 14:43
    Responder

    Olá Carina,
    destes sintomas, eu estou com muitos gases ( mais flatulência ) me sinto inchado e com mais fome.

    É o caso da SII?

    Grato,
    Adriano

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *